Buscar
  • Nonato Brito

DADOS HISTÓRICOS DE GUIMARÃES - Há 124 anos Guimarães era governado pelo Conselho de Intendência


Fórum de Justiça no ano de 1968 antes de ruir na década seguinte. Nesse ano, o juiz da Comarca era o Dr. Luiz Chung, que trabalhava na sala de cima, à esquerda. Na sala à direita, na parte de cima, funcionava a Câmara Municipal. Na sala detrás funcionava a Delegacia de Polícia sob a direção do Delegado Henrique Schalcher Neto, tendo como escrivão Milton Melo. A parte inferior servia de cadeia, com quatro celas. Por esse motivo, durante muitos anos, a Praça dos Sagrados Corações era conhecida popularmente como Praça da Cadeia. À esquerda, vê-se ainda um poste de madeira com a energia elétrica produzida em motor a diesel. A energia elétrica da Boa Esperança só chegaria a cidade na década seguinte. (Pintura de Paulo Oliveira)

Há 124 anos, em 1892, três anos após a Proclamação da República, processavam-se as eleições municipais em todo o Estado para a escolha dos membros do Conselho de Intendência, dos Intendentes e Subintendentes, por força do Decreto nº 95, que se fundamenta na Constituição Estadual, de 4 de julho de 1891. A administração municipal era exercida pelo Conselho de Intendência, à qual competia a deliberação e por um intendente encarregado de executar as suas resoluções. O novo regime republicano passou a denominar as antigas câmaras municipais de Conselho de Intendência, utilizando expressão comum na vida militar. Em Guimarães, o intendente eleito é Antônio Rodrigues de Azevedo, para um mandato de 4 anos. Nesse período, toda a Administração Municipal e mais os serviços de Justiça funcionam no prédio onde hoje é o Fórum de Justiça. (Fonte: Cronologia da História de Guimarães, Paulo Oliveira, Segraf, 2007)


18 visualizações