Buscar
  • Nonato Brito

Começa hoje o 1º Encontro do Polo Floresta dos Guarás em Guimarães


O vimarense Antônio Marcos Gomes, integrante da coordenação do encontro, é entrevistado pelo editor do Blog, Nonato Brito

Começa hoje (30) no Centro de Ensino Nossa Senhora da Assunção, na avenida José Bruno de Barros, o 1º Encontro do Polo Floresta dos Guarás, em Guimarães, contando com a presença de entidades públicas e organizações da sociedade civil de 10 municípios da região. O Blog entrevista o vimarense Antônio Marcos Gomes, mestre em Ciências Sociais pela UFMA e doutorando em Ciências Sociais na Universidade de Montreal, no Canadá, um dos integrantes da Coordenação do encontro, ao lado da professora doutora Flávia Mochel, do turismólogo Marcos Costa e da professora Aricelia Cantanhede. O editor do Blog, Nonato Brito, foi entrevistar o vimarense Antônio Marcos na residência de sua família, na Praça Luís Domingues:

Blog Vimarense - Porque o encontro foi transferido do Teatro Guarapiranga para o Centro de Ensino Nossa Senhora da Assunção?

Antônio Marcos Gomes - Devido o espaço necessário para a realização do evento. Queríamos um ambiente que comportasse tanto as mesas redondas quanto as exposições. Preferíamos o teatro Guarapiranga por ser mais central, porém não reunia as condições para abrigar simultaneamente estes dois ambientes do evento. Além disso, o prédio do Ensino Médio possui toda a logística necessária em termos de sonorização, aparelhos audiovisuais e banheiros.

Blog Vimarense - O Polo Floresta dos Guarás que está organizando o Encontro é uma Organização Não Governamental ou uma instituição pública?

Antônio Marcos - Não, o encontro está sendo feito por voluntários e de forma voluntária. Somos um grupo de WhatsApp que se reuniu a priori em torno da temática do turismo nos municípios que compõem o Polo Turistico da Floresta dos Guarás, no caso, Guimarães, Mirinzal, Central, Cedral, Porto Rico, Serrano, Cururupu, Bacuri, Apicum Açu e mais recentemente, Bequimão. No âmbito dessas discussões, começamos a discutir sobre problemas comuns a todos os municípios, soluções para esses problemas e possíveis trocas de experiências do que já está sendo feito por entidades e órgãos públicos que já atuam na região do Litoral Ocidental. O evento é o resultado dessas discussões realizadas num fórum de discussões proporcionado pelas redes sociais.

Blog Vimarense - Quantos municípios já confirmaram participação?

Antônio Marcos - Todos os 10 municípios que compõem o Consórcio Conguarás confirmaram presença enviando representantes, seja dos órgãos públicos quanto de entidades da sociedade civil. Além destes, temos também presença confirmada de pessoas dos municípios de Pinheiro, São Luís, Raposa e Viana.

Blog Vimarense - Qual o objetivo do encontro?

Antônio Marcos - O objetivo do encontro é colocar em discussão alguns dos problemas que afligem nossa região do Litoral Ocidental, como as Mudanças Climáticas que trazem como efeito o desaparecimento das ilhas, a erosão nas praias e demais transformações na costa marítima da nossa região, a questão da pesca predatória que faz diminuir a capacidade de recursos pesqueiros para a nossa população, os Resíduos Sólidos, já que em nenhum município foram implantados os Aterros Sanitários, nem a coleta seletiva, persistindo os lixões, a Geração de Renda e o Empreendedorismo que é um dos maiores desafios nossos, a Segurança Pública, já que nossa região vem assolada pelo aumento da criminalidade e Segurança no Trânsito, já que tivemos muitas vítimas nos nossos municípios. Além disso, queremos também compartilhar experiências e soluções, por isso estaremos realizando também as Exposições Científicas, Gastronômica, Artística e Institucionais com horário de visitação entre 10 e 17 horas.

Blog Vimarense - O tema Floresta dos Guarás tem provocado muito interesse?

Antônio Marcos - Sim, bastante, pois está ligada com aspecto regional que envolve dez municípios, a comissão organizadora do evento tem sido bastante requisitada por instituições acadêmicas como UFMA e IFMA, órgãos públicos e agências de desenvolvimento como o Sebrae.

Blog Vimarense - Que órgãos estão contribuindo para a realização do encontro?

Antônio Marcos - O evento conta com o apoio da Prefeitura de Guimarães, dos vereadores Ana Luíza Ramos, Cláudia Rodrigues, Osvaldo Gomes e a parceria do Sebrae, IBAM, CERMANGUE, SEPRODEMA, IFMA, UFMA, SAGRIMA, SECTUR, 2ª Companhia Independente da Polícia Militar, Sindicato dos Pescadores de Apicum-Açu, FEMACI, Instituto Maranhão Sustentável, Secretaria de Infraestrutura de Porto Rico, SEDUC, ASBOA, Colônia de Pescadores de Guimarães, SINFRA e Centro de Ensino Nossa Senhora da Assunção.

Blog Vimarense - A bandeira da preservação do meio ambiente tem boa penetração na região?

Antônio Marcos - Sim e não. Porque quando se fala em preservação tem um sentido pejorativo de não se tocar nos recursos ambientais, a ideia de uma natureza intocável. Nossa proposta vai além disso, e queremos discutir questões da sustentabilidade, do uso sustentável dos recursos naturais, da recuperação de áreas degradadas. A convivência do ser humano com seu ambiente natural, essa é a nossa proposta.

Blog Vimarense - Esses encontros serão anuais?

Antônio Marcos - Sim. queremos que a cada ano um município da região sedie o encontro.

Blog Vimarense - As conclusões do encontro vão ser encaminhadas para onde?

Antônio Marcos - Como conclusão do encontro serão formados grupos de trabalho que avançarão na discussão e busca de soluções para as problemáticas discutidas no evento.


10 visualizações