Buscar
  • Nonato Brito

Dia da Mulher vimarense: O blog vimarense homenageia as mulheres vimarenses com uma poesia de Maria


Busto de Maria Firmina dos Reis

POR VER-TE

Maria Firmina dos Reis

Por VER-TE Tudo - tudo eu daria A vida, a alma, oh céus! Te ofereceria

Por ver-te inda uma vez Meu coração Anseia desejoso! Por ver-te a mim rendido de afeição. Por ver-te venturoso.

Por ver-te a paz, que gozo, - o ar, que gira Em todo o firmamento, Eu quisera me fossem de negados. Só por ver-te um momento

Por ver-te, ind'eu quisera aniquilado O céu, o mar, a terra, o ar, o vento; Quisera pendurados nos abismos, Ver os astros perderem o movimento.

Quisera que em meu leito, a horas mortas, Tétrico, espectro mina, sinistramente Me viesse desperta- depois a morte. Meus dias terminasse - duramente.

Por ver-te, tudo isso me causará, Não pesar - alegria Por ver-te uma só vez durante a vida, Por ver-te inda um só dia Por ver-te inda uma vez Meu coração Anseia desejoso! Por ver-te a mim rendido de afeição. Por ver-te venturoso.

Por ver-te Tudo - tudo eu daria: A vida, a alma, oh céus! Te ofereceria Guimarães, 20 de maio de 1861


49 visualizações