Buscar
  • Nonato Brito

Semana Literária sobre Maria Firmina começa amanhã dia 13


Hoje lembramos o centenário da morte de Maria Firmina dos Reis, uma mulher que viveu além do seu tempo, que dedicou-se arduamente ao ensino e à escrita, expondo as suas ideias em romances, poesias, musicas, charadas, ao fundar a primeira escola mista reunindo numa mesma sala meninos e meninas; até então escrever era apenas privilegio dos homens e suas publicações muitas vezes trazem situações que defendem a redução de diferenças e amplia a liberdade e justiça, algo pouco visto na literatura brasileira do século XIX.. Professora nomeada aos 25 anos, faleceu aos 95 anos de idade na cidade de Guimarães, no dia 11 de novembro de 1917. Em recente pesquisa realizada pela presidente da Academia Ludovicense de Dilercy Adler, descobriu-se que a data real do nascimento da escritora é 11 de março de 1822, em São Luís (MA), e não em 11 de outubro de 1825.Filha de um escravo e uma escrava forra, foi a primeira mulher a escrever um romance, e uma mulher negra. Seu romance Úrsula, escrito em 1859, é o primeiro romance abolicionista brasileiro, que denuncia as mazelas da escravidão, denuncia o lugar destinado ao negro e à mulher, naquele Brasil patriarcal do século XIX. Em vida não foi reconhecida como escritora.Passados cem anos de sua morte, aproveitamos da data para divulgar o nome de Firmina, a importância que tem para a literatura brasileira e o orgulho que cada vimaranense tem por ela. Para celebrar esses 100 anos, a Secretaria Municipal de Educação, estará realizando no período de 13 a 17 de novembro a Semana Literária, tendo como tema – Maria Firmina dosReis, uma voz além do tempo, com atividades em todas as escolas da rede municipal: passeios culturais, peças teatrais, cafés literários, saraus, musica, palestras e outras.


54 visualizações