Buscar
  • Nonato Brito

FOTO DE ARQUIVO (29) Porto de Guimarães há 59 anos sem o cais e o armazém


Porto de Guimarães no final da década de 1950

Porto de Guimarães em 1958. Ainda não havia o cais nem o armazém, que só viriam a ser construídos na década de 60, na administração do prefeito Antônio Ezequiel Tavares, com recursos alocados pela Superintendência do Plano de Valorização Econômica da Amazônia (SPEVEA). Ao fundo, o Iate Marapanim, à vela, de propriedade do Mestre Domingos Abreu, conhecido como “Domingos Surdo”, pai do também Mestre de embarcação Pedro Marujo. A foto tem 59 anos. (Fotografia: Raymond Ricard)


0 visualização