Buscar
  • Nonato Brito

FOTOS DE ARQUIVO (29)


Início da construção da Praça Luís Domingues no ano de 1990. Vê-se, do lado esquerdo da "Pirâmide", os operários trabalhando nos alicerces do círculo destinado às apresentações culturais e nos alicerces das passarelas internas na praça. As obras, realizadas com recursos próprios da Prefeitura, ficaram a cargo do construtor Benedito Sebastião Araújo, conhecido popularmente como "Arrebita", na administração do prefeito Agenor Gomes, hoje juiz de direito na da capital. A praça Luís Domingues é a maior praça da cidade e o seu ponto mais central. Na foto, no lado esquerdo, observa-se que ainda não havia o Bar do Legueta, nem o prédio de dois andares onde fica a padaria de propriedade do comerciante Tarciso Abrantes. Também, ainda não havia o prédio do Banco Bradesco, nem o prédio de dois andares que hoje pertence ao Armazém Paraíba e onde, no século passado, a professora Maria Firmina dos Reis lecionou. Vários prefeitos tentaram construir a grande praça, mas os recursos financeiros foram insuficientes para levar a obra adiante: a prefeita Maria Isabel Leite, no ano de 1936, chegando a construir uma passarela do lado da residência do escrivão Euzébio Cavaignac; o prefeito Paulo Nogueira, em 1967, (chegou a iniciar a construção de duas passarelas) e o prefeito Celso Coutinho, em 1971, que chegou a colocar vários meios-fios. A praça seria finalmente construída e inaugurada no ano de 1991, pelo prefeito Agenor Gomes.

Praça Luís Domingues, inaugurada em 1991.


0 visualização