• Nonato Brito

FOTO DE ARQUIVO - Há 33 anos o prédio do Fórum estava em ruínas na Praça dos Sagrados Corações


FOTO DE ARQUIVO - Há 33 anos, o prédio do Fórum de Justiça (ao fundo) encontrava-se em ruínas, na Praça dos Sagrados Corações. Vê-se, na foto, que entre o prédio do Fórum e a Igreja de São José, só havia o prédio da TELMA (Telecomunicações do Maranhão), instalada dois anos antes, na gestão do prefeito José Murilo Nunes de Sousa. Ainda não havia o prédio da Promotoria de Justiça, nem o muro no prédio da igreja matriz. No primeiro plano, a Quadra de Esportes Mary Santos, construída na administração do prefeito Celso Coutinho. O prédio do Fórum foi construído inicialmente na época do Brasil-Império, sendo as paredes do primeiro piso construídas de pedras e as paredes do segundo piso, em construção de "soque" (piçarra fina, cal e azeite de carrapato). Contam os mais antigos que a Câmara Municipal, que então governava a cidade, convocou aos donos de engenhos da região, parte de seus escravos para levantar a construção do prédio do Fórum, então chamada de prédio do Senado da Câmara. Nesse período não existia o cargo de Prefeito e o município era governado pela Câmara de Vereadores. No prédio, no início, funcionou o Senado da Câmara, os serviços de Justiça e a Delegacia de Polícia. Em 1919, o Poder Executivo transferiu-se para o prédio da Rua Dr. Urbano Santos, permanecendo a Câmara Municipal, no prédio da Praça dos Sagrados Corações. A Câmara funcionou até a década de 1970, na parte de cima, na grande sala do lado direito. Na sala detrás, a Delegacia de Polícia. No lado esquerdo, na sala da frente, o Fórum de Justiça. Na sala detrás, contíguo à Sala de Audiências, o gabinete do juiz. No piso, funcionava a cadeia, com quatro celas. O prédio começou a ruir na década de 1970, passando 21 anos em ruínas, tendo o fórum sido transferido para o prédio alugado ao comerciante Cândido Paletó, na esquina da Rua Dr. Urbano Santos com a Praça Luís Domingues e, posteriormente, transferido para o prédio onde, hoje, funciona a Secretaria de Cultura, na Rua Dias Vieira. Já a Delegacia de Polícia e as celas de prisão foram transferidas para o prédio construído pela Prefeitura no Porto Principal da cidade. Em 1992, o prédio do Fórum, então pertencente ao patrimônio do Município, foi reconstruído pela administração do prefeito Antônio Agenor Gomes, com recursos do Município e do Estado, obedecendo as mesmas características originais, e entregue ao Poder Judiciário, para onde retornou o Fórum de Justiça. A foto tem 33 anos (Foto: IBGE)

Destaque
Tags