A Pirâmide de Guimarães: a pirâmide que não é só pirâmide

03.10.2017

 

A Pirâmide centenária no centro da Praça Luís Domingues.

 

FOTO DE ARQUIVO (26). O obelisco denominado popularmente de “Pirâmide”, no centro da Praça Luís Domingues, não indica apenas a figura geométrica de uma pirâmide. Na verdade, o obelisco contém a figura da pirâmide (na parte de cima), do cubo (no meio), de dois quadrados (também no meio) e do hexágono (na parte de baixo). A “pirâmide” de Guimarães, assim, é um caso único. Em 1912, só havia o espaço da praça, sem, ainda, nenhuma urbanização, quando o Intendente Municipal Francisco de Assis Lopes Júnior e a Câmara Municipal resolveram homenagear o Governador Luís Domingues, dedicando-lhe um obelisco no centro da praça, pelos benefícios que ele havia realizado no Município, com o empenho do vimarense Urbano Santos, fazendo instalar a Agência dos Correios e Telégrafos e determinando a construção do cais do porto do Guarapiranga e do Aprendizado Agrícola Cristino Cruz, cuja instituição daria origem à Escola Agrícola Federal do Maranhão. A “Pirâmide” atravessou todo o século XX e continua no centro da praça, incorporada à vida da cidade como poucos monumentos e ponto de encontro de muitas gerações de namorados.

Please reload

Destaque

Polícia resgata equipamento de som roubado da igreja de São José

December 1, 2015

1/3
Please reload

Tags
Please reload