Poema "AMO" do livro Fragmentos de Lembranças de Juca Araújo

10.11.2019

 

 

AMO (do poeta e escritor Juca Araújo)

 

Amo tudo de Guimarães e jamais vou negar...

Amo o folclore, as lendas,  amo admirar

Os que sentem como eu a alegria de amar,

Amo tocar cada mão, escutar cada olhar.

 

Amo a noite com toda  a palidez do luar,

A flor presa aos cabelos soltos de algum ramo,

Amo a borboleta das bordas do riacho Paquetá,

Amo o passarinho... E desse canto me inflamo.

 

Amo as festas, amo as danças,

Amo os cultos, amo as missas,

Amo o tambor de crioula, as pajelanças,

Amo as rezas com toda fé que me atiça.

 

Amo o dia nublado, amo a estiagem,

Amo o orvalho que desliza nas folhagem,

Amo a fina chuva, na sua vadiagem

Ao sabor da meiga aragem.

 

Amo a voz do mar, agitada, rouca,

Amo as ondas em sua revolta,

 

Amo as espumas assanhadas, loucas,

Amo a embarcação na paz da sua volta.

 

Amo o sol, amo o sussurrar do vento,

Amo o mar, batendo irado nas praias,

Amo o crepúsculo em seu desmaio lento,

Amo as águas mansas do Igarapé Patacaia.

 

Amo os olhos que inventam um doce olhar,

Amo os dengos das moças e das meninas,

Amo cada poeta no seu jeito de poetar,

Amo a minha terra, essa Criação Divina!

 

 

Please reload

Destaque

Polícia resgata equipamento de som roubado da igreja de São José

December 1, 2015

1/3
Please reload

Tags
Please reload